Minha empresa está muito bem, obrigado! Mas não quero mais ser dono!!! E agora?

Assim como o plano de carreira, plano de sucessão é uma área do RH que fornece diretrizes às empresas sobre todos os postos e funções de trabalho onde são descritas as responsabilidades e pré-requisitos necessários para o exercício de cada função. Quanto mais bem descritos forem os cargos e funções, mais competentes se tornam as pessoas que atuam no negócio e melhores são os resultados. Quanto mais transparente forem todas as operações de todos os envolvidos, mais assertividade a empresa terá. Como consequência, vem a prosperidade e o sucesso.

Um plano de sucessão não está apenas ligado à cargos e funções, mas também ao patamar de sucesso que uma empresa chegou e o que se pretende fazer com ela. Neste caso pense se sua empresa tem relevância para o mercado. O que tem na sua empresa que outros empresários teriam interesse. Balanço, contabilidade, banco, impostos, processos!

Além disso, treinar pessoas que sejam capazes de conduzir a operação sem você parece ser um bom caminho. E é!!! Para isso, monte os processos, tenha o passo a passo do seu negócio, opere em diferentes praças com pessoal de vendas e consultoria e principalmente crie uma ação interna para a gestão do conhecimento dos talentos. Como estratégica, faça captação de pessoas com potencial de crescimento e que sejam capazes de executar a replicação do negócio com vistas à melhorias. Pessoas competentes sempre tem algo a acrescentar!

Plano de sucessão na prática

Para dar um enfoque específico no plano de sucessão, vamos a algumas boas práticas! É importante reconhecer que esta atividade é delicada e complexa, mas que deve ser garantida. Neste caso, o foco não está no profissional, como no plano de carreira, mas no futuro da empresa.

Para ter estruturado seu plano de sucessão, veja os 7 itens abaixo:

  • Tenha certo de que precisa e quer um plano de sucessão organizacional. Faça um diagnóstico de necessidades e os alinhe aos seus objetivos e metas.
  • Analise as pessoas envolvidas e monte uma lista de possibilidades envolvendo-as. Você tem em seu círculo de pessoas, as que seriam capazes de absorver o seu negócio? Veja se está na lista de desejo delas ser parte de um plano de sucessão de sua empresa.
  • Como será feita a transição de comando e gestão? Pense quais áreas estratégicas serão consideradas, verifique as competências das lideranças – este plano deve considerar os candidatos internos à sucessão vertical e horizontal, treinamentos e outras práticas.
  • Gestão! Gerenciamento e gerenciabilidade!!! Isso vai garantir a continuidade dos negócios.
  • Todas as ações devem ser transparentes na hora de divulgar o processo de transição. Faça um mapeamento dos profissionais e suas competências e seja claro!!!
  • Quem são as pessoas? Como são as pessoas? O que elas tem a oferecer? Analise as competências técnicas e comportamentais dos cargos de sucessão
  • Muitas reuniões para alinhamento serão necessárias. Incansáveis encontros, paciência e resiliência serão requisitamos. Cronogramas, ajustes e ações para contingências, identificação dos cargos que farão parte do plano de sucessão e os potenciais sucessores, treinamento de lideranças, entre outros procedimentos. Muitas vezes, é preciso usar ferramentas para a composição de perfis e estratégias.

Criar um plano de sucessão é um dos maiores desafios das empresas.

Mas maior ainda é a necessidade de mantê-lo atualizado e funcional.

Os cenários mudam e os profissionais de RH podem sempre rever o plano de sucessão para garantir que ele não fique defasado e pouco funcional.

O plano de sucessão deve ser encarado como uma prática de melhoria contínua, que não se cessa mesmo depois de estabelecido.

Um coaching organizacional pode ajudar nessa empreitada. O coaching poderá apoiar você nessa decisão principalmente alinhando seu cenário, onde você está para onde quer ir e, principalmente, quais ferramentas e recursos precisará desenvolver para isso. É uma metodologia que pode ser encarada como estratégia e que apoia o plano de sucessão do ponto de vista dos empresários e seus sucessores. O coaching de negócios pode representar um grande diferencial de mercado para as empresas em um mercado cada vez mais competitivo. Imagina entender o cenário atual e o que precisa fazer para atingir seu objetivo!

E, se tudo estiver indo bem e você perceber que tem uma empresa saudável e resolver  pensar mais um pouco se sai ou fica no negócio, terá mais tranquilidade para ir adiante, seja lá qual for sua decisão, pois já tem um plano de sucessão e, acompanhando a ele, uma meta!

E nada mais gratificante para um empresário do que ver sua empresa prosperar!

Gostou? Deixe seu comentário! Não gostou? Vamos conversar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *