Um chefe ruim pode adoecer seus funcionários! E causar muito medo em todos a sua volta. Por outro lado você só vai ficar doente se não souber lidar com isso de maneira inteligente.

As principais causas de stress ou síndrome de Burnout no trabalho estão relacionadas ao relacionamento tóxico entre equipes e seus líderes.

66% das pessoas nas empresas pedem demissão por causa de seu líder. Rotinas já não são tão desafiadoras como ter que lidar com os comportamentos do líder na organização que está embasada em poder, metas e ego. Em gestão entender de boas práticas emocionais pode gerar uma boa longevidade da sua equipe e nas pessoas a sua volta.

Uma pessoa inteligente emocionalmente consegue perceber os 5 pilares da emoção:

1- Ter consciência das minhas emoções tristeza, raiva, alegria e medo.

2- Saber lidar com as minhas emoções me permite gerir meu sentimento

3- Saber perceber as pessoas ao redor

4- Saber lidar com a emoção do outro que é um apoio para a empatia

5- Ter auto-motivação para lidar com suas expectativas, frustrações e necessidades para atingir suas metas pessoais e emocionais.

A despeito de como interajo com minhas expectativas em relação ao ambiente, uma solução para as situações de vida é ter autoconsciência e praticá-la constantemente.

Ao perceber uma situação de perigo, nosso corpo ativa nosso sistema de defesa o que nos permite tomar decisões e são elas que nos tornarão diferenciados perante a como vamos lidar com cada situação. Uma boa dica de Daniel Goneman em seu livro “Inteligência emocional” é segurar por 6segundos a raiva.

Quem nunca tomou uma decisão por impulso?

Nossas emoções existem para nos proteger, mas nos atrapalham muito quando o que queremos é ser reconhecido. Nosso vício mental de raiva ou das emoções em excesso é enganador e nos conduz a ambientes que mais cedo ou mais tarde vamos perder o controle da situação e perder seja credibilidade, estar certo, ser responsabilizado injustamente e perder a razão a tendo! Nada tem a ver com deixar suas emoções de lado, mas observar a tempo e adquirir consciência de seu estado emocional e suas tomadas de decisão.

Ter ou desenvolver sua inteligência emocional te faz buscar soluções para resolver seus problemas de maneira consciente e eficaz. Colocar sua energia no que é necessário irá te fazer ter mais controle sob suas emoções e até sobre a reação das pessoas.

Praticar ações que até você se surpreenderia irá te dar mais empoderamento e discernimento sobre como lidar com quem te oprime.

Segundo Ricardo Piovan, quem tem QI baixo podem ter sucesso, isso significa que ter QI alto não é proporcional à evidência de sucesso que você teria. No Brasil 87% das pessoas são demitidas por problemas de atitude e 13% em relação à parte técnica)

O lado negativo do medo é a procrastinação. E essa parte emocional dita o sucesso das pessoas.

Buscar o lado positivo do medo é uma superação do que eu preciso ter ou fazer, ou seja, imagine que voce no seu conforto diante de um medo so vai congelar seu potencial criativo. Seja criativo para sair da zona do medo.

Tanto no caso do funcionário quanto no caso do gestor vale pensar em como pode perceber uma situação e saber o que poderá fazer com isso para achar uma ótima solução administrando suas emoções tornando suas emoções em emoções positivas percebendo seu descontrole interno para evitar meter os “pés pelas mãos”.

Se você é gestor e líder faça uma análise toda vez que um colaborador pedir demissão e repense suas atitudes.

Se você é liderado e está dominado pelo medo, procure administrar seu medo e sair do seu estado de queixa com a crença de que sair é melhor finque ficar.

Em ambos os casos, procure trabalhar as emoções.

Sua empresa agradece.