DOMÍNIO: Capacidade para determinar atividades a serem realizadas; Habilidade para comandar equipes; Exerce poder e autoridade sobre os demais; Capacidade de liderança natural.
ENERGIA: Tem boa vitalidade para as ações; Apresenta postura pró-ativa e realizadora; Age com certa impulsividade, mesmo sob forte pressão; Facilidade em emitir seus pareceres e opiniões.
COMPETITIVIDADE: Disponibilidade para competir; Compara seus resultados com de
outros; Seu objetivo é ser o melhor; Prefere atuar em ambientes regidos pela competição. 

AMBIÇÃO: Evidencia esforços para alcançar os objetivos traçados; Busca bens materiais, status e reconhecimento social; Regido por forte obstinação; Visa alcançar altos ganhos, cargose resultados.
DECISÃO: Destemido, toma a ação sem hesitação; Assume riscos; Toma decisões com rapidez; Não perde as oportunidades.
OTIMISMO: Acredita sempre que seu esforço apresentará o melhor resultado; Mantém disposição positiva nas mais variadas situações; Sua expectativa é sempre a melhor possível; Procura animar os outros para ir adiante.
RACIOCÍNIO LÓGICO: Capacidade para abordar situações de forma lógica, sistemática e seqüencial; expressa idéias bem fundamentadas; Busca embasamento conceitual na solução de problemas; Avalia as situações através de modelos lógicos.
ESTRATÉGIA: Analisa situações, considerando-as as como campos de batalha; Capacidade de lidar com múltiplas variáveis; Visão sistêmica de processos e resultados; Desenvolve estratégias sempre em sintonia com os interesses da empresa e mercado.

ANÁLISE CRÍTICA: É lógico e detalhista na análise criteriosa de todos os elementos que compõem uma situação; Chega a uma conclusão clara sobre o problema analisado; Habilidade em apresentar análise dos fatores, avaliando prós e contras das situações.
OBSERVAÇÃO: Está atento todo o tempo ao que se passa ao seu redor; Atenção difusa: presta atenção em várias coisas ao mesmo tempo; Capacidade de ouvir, atendo-se as minúcias do ambiente; Percepção das mudanças ambientais.
DETALHAMENTO: Está atento e é cuidadoso com detalhes, assegurando que não existam lacunas no processo sob sua coordenação; Observa os mínimos detalhes em qualquer situação; Procura executar tarefas com perfeição; Preocupação com a apresentação e forma das tarefas.
CONCENTRAÇÃO: Capacidade de se manter atento em uma determinada tarefa; Mantém-se alheio as interferências do meio até a finalização; Capacidade de terminar uma tarefa antes de iniciar outra; Habilidade para focar um objeto isoladamente para análise.

CONSERVADORISMO: Fortes princípios estabelecidos; Resistente à mudanças; Estável e plenamente previsível; Cumpre à risca os modelos existentes.

DISCIPLINA: Ter auto-disciplina no cumprimento de suas tarefas; Cumpre prazos, sabendo administrar tempo e recursos; É disciplinado no trabalho e cumpre as determinações; Mantém a ordem no ambiente de trabalho.

ROTINA: Facilidade de adaptação às tarefas previsíveis; Atua com disposição nas tarefas repetitivas; Cumpre tarefas rotineiras sem questionamento; Prima pelos padrões tradicionais.

ORGANIZAÇÃO: Atua através de métodos e sistemas pré-estabelecidos; Visa sempre a maior praticidade das coisas; Tem sempre em mente o começo, meio e fim das ações; Executa as atividades exatamente como foram planejadas.
PERSISTÊNCIA: Não desiste frente à obstáculos; Está sempre disposto para tentar novamente; Procura sempre uma nova solução; Motivado para buscar soluções.

AUTOCONTROLE: Capacidade de controlar suas emoções diante de hostilidades e provocações; Bom equilíbrio entre racionalidade e emotividade; Plenamente equilibrado nas situações de estresse; Reage ponderadamente frente a pressões e imposições.

CRIATIVIDADE: Capacidade de pensar fora dos padrões estabelecidos; Consegue sair do fluxo comum do pensamento em busca de inovação; Busca sempre alternativas criativas para solucionar problemas.

INDEPENDÊNCIA: Age por impulso e sem restrições; Tem fé nas suas próprias idéias; Sente-se livre para pensar e agir. Não tem receio de ser cerceado; Identifica, antes dos outros, o que precisa ser feito; Toma a ação livremente diante de decisões difíceis.

COMPANHEIRISMO: Capacidade natural de desenvolver empatia; Facilidade de relacionamento interpessoal; Relaciona-se com facilidade em todos os níveis sociais; Companheiro ideal fazendo aumentar o comprometimento das pessoas nas ações.

SOCIABILIDADE: Facilidade para criar e estabelecer laços e vínculos sociais; Busca sempre a interação social; Capacidade para promover a interação de grupos sociais; Age pela simpatia e capacidade natural de liderança.

PERSUASÃO: Poder de argumentação assertiva; Perspicácia de maneira a conseguir convencer o outro; Habilidade para convencer as pessoas em todos os aspectos; Capacidade para conseguir o apoio dos outros para idéias, propostas, projetos e soluções.

COMUNICAÇÃO: Facilidade de verbalização dos pensamentos e sentimentos; Sabe ouvir e responder adequadamente; Capacidade para perceber e interpretar comunicações não verbais e o clima do ambiente; Habilidade para planejar e fazer comunicações orais e escritas.

CAPACIDADE DE TRABALHAR EM EQUIPE – O sujeito deve trabalhar ativamente em grupo e contribuir com a equipe; administrar conflitos e promover sinergia grupal, influenciando decisivamente os resultados do grupo.
APRENDIZAGEM CONTÍNUA – Capacidade de buscar alternativas de ampliar conhecimentos, adquirir novas competências e novos conhecimentos e incorporar novos conhecimentos e atitudes; assegura a retenção, o desenvolvimento e o compartilhamento das competências que possui.

FLEXIBILIDADE – Está ligada ao comprometimento com as exigências demandadas pelo cenário atual e/ou incorpora críticas, ousando diante de uma realidade competitiva e/ou apresenta novos comportamentos, inclui atitudes inovadoras assegurando resultados da sua área e/ou supera dificuldades de comportamento.

VISÃO SISTÊMICA – É a capacidade de integrar as atividades no âmbito da sua equipe, conhecer a relação entre o trabalho de sua área e as ações de outras áreas se buscar integração com as demais áreas da empresa.

COMUNICABILIDADE – É a capacidade de transmitir uma mensagem de forma empática ao outro levando em consideração valores e qualidades individuais.

CAPACIDADE DE DECISÃO – É a capacidade de agir com rapidez e flexibilidade na tomada de decisões. Inclui a habilidade de assumir riscos tomando decisões em situações incertas, adversas e ambíguas. Toma decisões simples e complexas Assume riscos e toma decisões com incerteza.

FOCO NO CLIENTE – Implica em levar em conta as características relevantes dos produtos e serviços que agregam valor para o cliente e intensificar sua satisfação; identificar e satisfazer as necessidades dos clientes; antecipar-se às necessidades dos clientes; e estabelecer uma relação de confiança, construindo relações de fidelidade.

INICIATIVA – É atuar sem necessidade de supervisão em situações cotidianas, agir com determinação e persistência frente às dificuldades e com antecipação e para prevenir problemas.

LIDERANÇA – Capacidade de inspirar, motivar, desenvolver e conduzir pessoas para alcance de metas de alto desempenho. Inclui manter um ambiente de colaboração e uso pleno potencial de cada membro da equipe em alinhamento com a empresa.

CRIATIVIDADE – Capacidade de depreender-se de paradigmas e modelos mentais preexistentes, interpretar situações e criar soluções não usuais. Incluindo incentivo ao surgimento de novas idéias, avaliação de sua visibilidade de implementação. Pressupõe um espírito crítico e questionador.

ORIENTAÇÃO PARA RESULTADOS – Esta ligado a capacidade de realizar trabalhos designados atingindo padrões fixados por outros, ter autonomia e criar suas próprias medidas de excelência, Aplicar recursos economicamente e agrega valor aos resultados. Vontade e compromisso em alcançar, superar metas estabelecidas, utilizar de forma eficiente os recursos e criar valor para a empresa.

PERSUASÃO – É a capacidade do sujeito de clarificar e expor seu ponto de vista cercado de argumentos que fundamentem suas idéias convencendo o outro a crer nas mesmas.

DINAMISMO – É a capacidade de estar em constante movimentação buscando crescimento e desenvolvimento do que está a sua volta.

CAPACIDADE DE NEGOCIAÇÃO – Habilidade de obter condições e resultados satisfatórios para as partes envolvidas em um processo de negociação. Pressupõe ter empatia para identificar os reais interesses da outra parte e saber comunicar oportunamente os seus, estabelecendo benefícios mútuos.

ADAPTABILIDADE – É a capacidade de adaptação às mudanças, a diferentes situações e realidades, a novas atividades e projetos. As empresas hoje estão constantemente transformando-se para acompanhar as freqüentes mudanças no cenário econômico mundial. Para sobreviver financeiramente na competição acirrada do mercado, as empresas estão buscando os profissionais com um elevado nível de adaptabilidade, que sejam abertos, que aceitem mudar de posto, de cidade, de país, que modifiquem projetos e prioridades, que aceitem novas idéias.

Criatividade – É o processo através do qual as ideias são geradas, desenvolvidas e transformadas em valores. O processo envolve a descoberta de maneiras novas e eficazes de lidar com o mundo, resolver problemas e ampliar o círculo de influência. A criatividade manifesta-se pela capacidade de inovar e de resolver situações inesperadas e da capacidade de decidir autonomamente e, acima de tudo, pelo senso crítico: não aceitar passivamente o que a tradição, moda e opiniões dominantes procuram impor incondicionalmente. O mercado de trabalho busca os profissionais que têm ideias novas e originais. Mas, para ser criativo é necessário expor, apresentar ideias e pontos de vista e permitir riscos, sem medo de errar.

Iniciativa – É tomar a iniciativa de resolver problemas e realizar tarefas fáceis ou difíceis. Não só ter a ideia ou solução, mas acima de tudo, tomar medidas. O mercado está procurando profissionais que respondem com rapidez e agilidade às demandas da vida cotidiana.

Facilidade de comunicação – Com a evolução da tecnologia surgiram várias ferramentas de comunicação. A Internet permite que a comunicação seja feita em alta velocidade e atravesse grandes distâncias. Por outro lado, fazer uso destas novas ferramentas, não significa ter facilidade de comunicação. Você precisa saber expôr claramente as idéias e opiniões, o que exige ser capaz de observar os acontecimentos e situações e ouvir os outros. A comunicação pode ser feita de várias maneiras: verbalmente, por escrito e não-verbalmente. Às vezes nós nos comunicamos facilmente através de uma dessas formas, mas também há a necessidade de desenvolver outras. Às vezes dizemos algo verbalmente, mas os nossos olhos ou sorriso podem dizer o oposto. Para trabalhar na atualidade é preciso se comunicar através de vários instrumentos, em línguas diferentes e você tem que entender a linguagem dos vários membros da equipe profissional.

Facilidade de relacionamento interpessoal – Relacionar-se facilmente com os outros exige ser empático, aceitar a si mesmo e aos outros com os pontos fortes e fracos de cada um, estar disponível para o outro. Nas sociedade de hoje as relações são cada vez mais breves, superficiais, temporárias, e até mesmo virtuais. No mundo do trabalho é agora falado da importância da “rede” ou rede de contatos, pois ela frequentemente facilita, desde novas oportunidades de carreira, até a troca informações, realização de negociações e parcerias.

Capacidade de resolver problemas – Resolução de problemas faz parte da rotina diária de trabalho em todas as atividades de trabalho, o que muda é o tipo e a dimensão de tais problemas. Há dificuldades muito simples e outras que exigem maior esforço e persistência para serem resolvidas. Para resolver um problema, devemos analisá-lo de diferentes ângulos, investigar possíveis formas de resolver, avaliar alternativas, prever conseqüências e tomar uma decisão assumindo riscos.

Capacidade para trabalhar em equipe – Não podemos mais trabalhar sozinhos, vivemos em um mundo globalizado que exige que o trabalho seja feito em equipe, às vezes composta de pessoas que estão a milhares de quilômetros de distância. Não é fácil trabalhar em conjunto, porque isso requer expor ideias e ouvir os outros; aceitar sugestões, respeitar opiniões diferentes, colaborar, construir juntos, e aceitar os limites de si e dos outros membros da equipe.

Liderança – “Não é a posição que faz o líder, mas o líder que faz a posição”. Um bom líder ouve as idéias dos outros, inspira confiança nos colegas de equipe, respeita os outros, é seguro o suficiente para defender suas ideias e as dos seus subordinados, é capaz de atrair voluntários para suas iniciativas e projetos, influencia outros e cativa a sua atenção, coordena e organiza projetos. O mercado de trabalho hoje procura as pessoas que podem, em algum momento ou ocupação, assumir o papel de líder e conquistar seguidores.

Empreendedorismo – Esta competência não é necessária apenas para aqueles que querem seu próprio negócio, mas para qualquer profissional. É muito importante saber mostrar o seu conhecimento e valor, seu “know-how”, saber vender seu produto ou projeto, tratar o negócio como se fosse seu, buscar novas oportunidades, ter perseverança e compromisso, assumir riscos, planejar e definir metas. No mercado competitivo, ter um espírito empreendedor abre muitas portas. Você não pode esperar até que alguém lhe dê uma oportunidade de emprego ou negócio, você deve ir a campo para encontrá-la.

Domínio das novas tecnologias de comunicação e informação – Hoje em dia é essencial conhecer e saber usar as novas tecnologias de comunicação e informação. A Internet mudou as relações e lugares de trabalho. Hoje você trabalhar em qualquer lugar, não precisa mais estar na empresa ou escritório. Você pode se comunicar facilmente com os profissionais que estão longe, trocar ideias por e-mail, msn, skype, fazer reuniões, fazer cursos e conferências através de vídeo conferência, comprar e vender produtos em sites comerciais de diferentes países o mundo e assim por diante. As relações interpessoais foram facilitadas e expandidas com redes como Orkut, Twitter, Facebook, MySpace, e outros. Hoje, quem não está conectado nem acompanha o mundo tecnológico fica em desvantagem no mercado de trabalho.