Processos Seletivos

Recrutamento e seleção são metodologias que podem ser consideradas como ações estratégicas da empresa. Ter profissionais especializados nessa captação e nos processos seletivos ainda é a melhor solução, porque se é caro ter um profissional que não entrega resultados, é ainda mais caro contratar sem critérios técnicos e profissionais. Isso somente um headhunter especializado em analisar e identificar talentos consegue fazer! Para realizar os inúmeros processos seletivos que fazemos, que são uma metodologia de comunicação e atração de pessoas que visa preencher vagas, realizamos pré-entrevistas, rastreamos os candidatos, mantemos contato com o mundo corporativo e disparamos muitas vagas. Isso nos permite adquirir muita experiência e foco no que fazemos.

Mais informações:

  • As fases dos processos seletivos são:
  • Recrutamento: captação de candidatos e meios de comunicação com o mercado para recrutá-los. Se você quiser montar uma equipe de professores, por exemplo, precisa alinhar os perfis e pensar no equilíbrio técnico e comportamental para atender aos diferentes públicos ao mesmo tempo. Por isso o processo como um todo deve ser considerado parte estratégica para a empresa e também um diferencial para entregar competências organizacionais. Trabalhe para que a sua companhia seja um local onde as pessoas queiram estar, não só pelo salário, mas pelas condições de empregabilidade e planos de carreira
  • Seletivas coletivas ou individuais: tipos de dinâmicas para grupos diferentes pensando em todos os departamentos da empresa. No caso de uma academia de ginástica, por exemplo, as seleções podem ser para as áreas técnica, comercial, administrativa e financeira e contratar professores, consultores de vendas, líderes e gestores
  • Confecção de relatórios de perfil para os cargos a serem preenchidos
  • Montagem de entrevistas e dinâmicas
  • Processos seletivos mistos em que recolocamos profissionais dentro da própria empresa e depois buscamos no mercado outras pessoas com os perfis necessários para a reposição das vagas
  • Processos seletivos externos onde não há candidatos internos a serem recolocados e é preciso captar no mercado de trabalho.