Um dia resolvemos que seria bom ter uma nova chance, um novo rumo na carreira. Algo dentro de nós nos inquieta, nos incomoda no trabalho. Parece que não produzimos mais como antes, que nosso desempenho não é mais o mesmo e nos vemos perdidos e desacreditados pessoal e profissionalmente.

E, ainda que tenhamos caminhado um longo percurso, o que torna a decisão de mudança ainda mais incerta, não estamos satisfeitos. Melhor mudar o rumo ou continuar no mesmo caminho e na mesma direção?

Antes de se decidir por trocar de ares profissionais é bom começar se perguntando o que te motiva? Seu emprego atual te satisfaz!? Não? Pergunte-se qual o seu objetivo o que te faz querer estar lá na segunda feira e que não deseje que a sexta feira chegue logo!

Uma coisa é certa, ninguém terá sucesso profissional desejando não estar ali! E sob esse aspecto, analise quais as possibilidades de crescimento profissional na empresa em que está ainda poderão surgir para que valha a pena insistir e ficar.

Entender sobre as condições de mercado e da empresa podem ajudar a decidir pelo sim ou pelo não.

Nem sempre o que gostamos de fazer é o que devemos fazer pelo simples fato de que precisamos nos sustentar e sustentar nossas necessidades e desejos. Às vezes a mudança pode nos levar a uma escolha onde os frutos podem demorar a serem colhidos e poderemos passar por dificuldades que não teríamos onde estávamos anteriormente.

Trocar de carreira requer coragem e ousadia! E vale investir em conhecimento sobre essa nova perspectiva. Sair do seu emprego atual e aventurar-se pode não ser uma boa decisão, mas se estiver mesmo decidido a fazê-lo, monte um plano para isso. Estudos, pesquisas, práticas e ações com o novo cenário e aí mude! Mas não deixe de avaliar que você vai ter que começar como “estagiário” ainda que tenha adquirido experiência prática no novo ambiente, pois tempo de atuação e experiência contam na hora de se recolocar. Um novo diploma apesar de ser um passo, não é um passaporte!

Por último, quando a decisão de mudar de carreira for definitiva, avalie sua atual situação no atual emprego e converse com quem possui mais experiência. Pode ser um gestor, um parceiro. Isso pode ajudar a tirar alguns obstáculos como inseguranças e feedbacks que te farão refletir e tomar passos mais assertivos.

Ainda que essas opiniões e considerações não sejam muito relevantes para o momento, sobretudo se a decisão já está tomada, ter pessoas que podem te apoiar ode contribuir para te impulsionar a chegar mais rápido aonde deseja!

Sorte e sucesso.

Se gostou comente, se não gostou comente mesmo assim. A troca de experiências e ideias são sempre bem vinda para nós!
Deixe seu comentário ou entre em contato com a Cris!

 

Para solicitar mais informações mande um e-mail no contato@brainfit.com.br, ou por whatsapp no ‭(011) 97554-8644‬. 

Um abraço,

Cris Santos – Headhunter e diretora da BrainFit, Coaching de negócios e gestão de pessoas.